sexta-feira, 3 de julho de 2015

Meio ambiente

 A construção de uma cultura de paz passa essencialmente por três etapas: a paz interior, a paz com a comunidade e a paz com o meio ambiente. O texto a seguir trata desse terceiro item. A aluno Tamiris Cristine, do segundo ano 10, realizou uma pesquisar sobre Reciclagem e propõe a reflexão sobre a importância dessa estratégia para a preservação dos recursos naturais e o desenvolvimento sustentável.
O que é Reciclagem
Reciclagem é o processo que visa transformar materiais usados em novos produtos com vista a sua reutilização. Por esse processo, materiais que seriam destinados ao lixo permanente podem ser reaproveitados. É um  termo que tem sido cada vez mais utilizado como alerta para a importância da preservação dos recursos naturais e do meio ambiente.

É possível reciclar materiais diversos, como vidro, plástico, papel, alumínio, dentre outros. A reciclagem desses materiais proporciona uma utilização mais racional de recursos naturais não renováveis e uma redução na poluição da água, do ar e do solo.
Para a indústria, a reciclagem tem muitas vezes a vantagem de diminuir os custos de produção. 

A população também é beneficiada pela reciclagem, sendo esta a fonte de renda de muitos trabalhadores que obtêm, no lixo urbano, materiais que podem ser vendidos para empresas recicladoras.

A seleção de materiais para reciclagem segue um sistema de cores estabelecidas em depósitos que pode variar em diferentes países. No Brasil, para facilitar a separação dos resíduos, as cores dos depósitos para reciclagem forma definidas da seguinte forma:
  •  Azul: papel/papelão;
  • Vermelho: plástico;
  • Verde: vidro;
  • Amarelo: metal;
  • Preto: madeira;
  • Laranja: resíduos perigosos;
  • Branco: resíduos dos serviços de saúde;
  • Roxo: resíduos radioativos;
  • Marrom: resíduos orgânicos;
  • Cinza: resíduo geral não reciclável.



O símbolo utilizado para a reciclagem é um triângulo composto por três setas dispostas no sentido horário. As setas representam a indústria, o consumidor e a própria reciclagem, definindo um ciclo. As embalagens recicláveis possuem esse símbolo.

A importância da reciclagem

Junto com o aumento da população mundial e com o crescimento da  indústria, aumenta também a quantia de resíduos orgânicos e inorgânicos na sociedade. Devido à grande quantidade de lixo, reciclar se torna uma atitude cada vez mais importante para a manutenção da saúde do planeta e das pessoas.

O processo de reciclagem gera riquezas, já que algumas empresas usam o procedimento como uma forma de reduzir os custos e também contribui para a preservação do ambiente.

A reciclagem também surge como uma solução para o desemprego no cenário socioeconômico, uma vez que muitos desempregados encontram neste setor uma forma de sustentar suas famílias. No Brasil, existe um grande número de cooperativas de catadores de alumínio e de papel.

O alumínio, por exemplo, pode ser reaproveitado totalmente, ele é derretido e retorna para as linhas de produção das empresas fabricantes de embalagens.

Como as cidades com grande crescimento da população não têm locais suficientes para instalar seus depósitos de lixo, a reciclagem é uma solução economicamente viável.

Em muitos locais públicos, existem latas disponíveis para a realização da coleta seletiva, faltando apenas a conscientização das pessoas para que o processo deslanche de vez.

Na zona rural, ocorre a reciclagem do chamado lixo orgânico que seriam os resto de alimentos. Esses "restos" são utilizados para fabricação de adubo orgânico que é utilizado para preparar o solo das plantações.

Ao reciclarem, os seres humanos estão contribuindo para um desenvolvimento sustentável para o planeta.

Alguns materiais inorgânicos levam até  5000 anos para se decompor. Lembre-se: a maioria dos materiais que simplesmente jogamos no lixo pode ser reciclada. 

Reciclando, você ajuda a preservar e até melhorar o planeta para as gerações futuras, diminuindo a poluição e mantendo os recursos naturais disponíveis.

Materiais recicláveis e não-recicláveis

Para serem reciclados, os materiais devem estar higienizados antes do descarte. A retirada de alimentos e outros contaminantes facilita o processo, otimizando a qualidade do material reciclado.
 

Depois de serem descartados, os resíduos recicláveis passam por diversas etapas até se tornarem novos materiais. Essas etapas variam de acordo com cada tipo de material, devido à especificidade de cada um e aos diferentes processos de reciclagem existentes para cada.

Além dos materiais com vidro, plástico, papel, etc., há um tipo de resíduo orgânico que já tem um processo de reaproveitamento: o óleo de cozinha. Já existem muitos pontos de coleta que recebem o óleo descartado, geralmente colocado em garrafas PET ou recipiente fechados, para que o material seja repassado para uma empresa especializada. Esse óleo de cozinha pode ser reutilizado na fabricação de sabão e até biodiesel.

A reciclagem do óleo de cozinha é muito importante porque, quando retido no encanamento, o óleo causa entupimento das tubulações e faz com que seja necessária a aplicação de diversos produtos químicos para a sua remoção. Se não existir um sistema de tratamento de esgoto, o óleo acaba se espalhando na superfície dos rios e das represas, contaminando a água e matando muitas espécies que vivem nesses habitats.

Dados apontam que com um litro de óleo é possível contaminar um milhão de litros de água. Se acabar no solo, o líquido pode impermeabilizá-lo, o que contribui com enchentes e alagamentos. Além disso, quando entra em processo de decomposição, o óleo libera o gás metano que, além do mau cheiro, agrava o efeito estufa.

Veja a tabela dos materiais que podem ou não ser reciclados.

Tipo
Reciclagem
Lixo comum não reciclável

Papel

Papelão, caixas em geral, papel de escritório, jornais, revistas, livros, cadernos, cartolinas e
embalagens longa vida.

Papel carbono, celofane, papel vegetal, papéis encerados ou plastificados, higiênico, lenço de papel, guardanapos, fotografias, fitas ou etiquetas adesivas.

Plástico
Sacos, CDs, disquetes, embalagens de produtos de limpeza, canos e tubos, garrafas, plásticos em geral.

Plásticos termofixos (usados na indústria eletroeletrônica e na produção de alguns computadores, telefones e eletrodomésticos) e embalagens plásticas metalizadas (como as de salgadinhos).

Vidro

Garrafas de bebida, vidros de janelas, vidros de automóveis, frascos em geral, potes de produtos alimentícios e copos.

Espelhos, cristais, lâmpadas, ampolas de medicamentos, cerâmicas, porcelanas, tubos de TV e de computadores.

Metais


Latas de alumínio (refrigerante, cerveja, suco), latas de produtos alimentícios (óleo, leite em pó, conservas), tampas de garrafa, embalagens metálicas de congelados, folha-de-flandres.
Clips, grampos, esponjas de aço, tachinhas, pregos e canos.



Fontes da Pesquisa:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...