terça-feira, 5 de agosto de 2014

Exposição: As vanguardas e o Modernismo



Exposição

As vanguardas e o Modernismo


O movimento Modernista foi objeto de estudo da turma do 3º ano 14, então, para ampliar os conhecimentos dos alunos sobre esse tema, buscou-se aproximá-los mais dos movimentos de vanguarda, pois dessa forma poderão compreender melhor como elas influenciaram a criação do Modernismo, e vão se familiarizar mais com as características das vanguardas que podem ser observadas nas obras literárias brasileiras. 


Além disso, as atividades propostas neste projeto ampliaram o conhecimento de mundo dos alunos através do incentivo à pesquisa, estimularam a expressão e interpretação da subjetividade humana através do contato com diferentes criações artísticas e fomentaram a criatividade através da produção de obras artísticas diversas.

A seguir apresento um resumo sobre os movimentos artísticos estudados e os links para as fotos dos trabalhos expostos pelos alunos.



As Vanguardas europeias


Cubismo


O Cubismo foi um dos movimentos de vanguarda que se desenvolveram na Europa e influenciaram a criação do Modernismo. O Cubismo teve início na França, em 1907, e se caracterizou por romper com as técnicas artísticas vigentes até o momento e buscar novas experiências.


Nas artes plásticas a obra cubista é um tipo de arte considerada mental, ou seja, desliga-se completamente da interpretação ou semelhança com a natureza, a obra tem valor em si mesma, como maneira de expressão das ideias. A desvinculação com a natureza é obtida através da decomposição da figura em seus pequenos detalhes, em planos que serão estudados em si mesmos não na visão total do volume. Desta forma, um objeto pode ser observado de diferentes pontos de vista, rompendo com a perspectiva convencional e com a linha de contorno. As formas geométricas invadem as composições, as formas observadas na natureza são retratadas de forma simplificada, em cilindros, cubos ou esferas.


Uma das técnicas introduzidas pelo Cubismo é a colagem, que consiste em montar a obra a partir de diferentes materiais, como figuras, jornais, madeira, etc.


Na literatura, o Cubismo se caracteriza pela fragmentação da realidade; união de assuntos aparentemente sem nexo, mistura de assuntos, espaços e tempos diferentes; ilogismo; humor; anti-intelectualismo; instantaneísmo; simultaneidade; linguagem nominal.


Dadaísmo


O Dadaísmo foi o movimento de vanguarda criado na Suíça, durante a Primeira Guerra Mundial. Criado a partir do clima de instabilidade, medo e revolta provocado pela guerra, o movimento dada pretendia ser uma resposta à nítida decadência da civilização representada pelo conflito. Dessa postura provêm a irreverência, o deboche, a agressividade e o ilogismo dos textos e manifestações dadaístas.


Os dadaístas entendiam que, com a Europa banhada em sangue, o cultivo da arte não passava de hipocrisia e presunção. Por isso, adotaram procedimentos que tinham em vista ridicularizá-la, agredi-la, destruí-la.


Um desses procedimentos é o “ready-made” que consiste em extrair um objeto do seu uso cotidiano e, sem nenhuma ou com pequenas alterações, atribuir-lhe um valor artístico.


Na literatura, o Dadaísmo caracteriza-se pela agressividade, pela improvisação, pela desordem, pela rejeição a todo tipo de racionalização e equilíbrio, pela livre associação de palavras (escrita automática) e pela invenção de palavras com base na exploração apenas do seu significante.


Surrealismo


O movimento surrealista nasceu no início do século XX, em Paris, fruto das teses de Sigmund Freud, criador da Psicanálise, e do contexto político indefinido que marcou este período.

O Surrealismo questionava as crenças culturais então vigentes na Europa, bem como a postura humana, vulnerável frente a uma realidade cada vez mais difícil de compreender e dominar.


O Surrealismo procura expressar a ausência de racionalidade humana e as manifestações do subconsciente. São frequentes o ilogismo, o devaneio, o sonho, a loucura, a hipnose, o humor negro, as imagens surpreendentes, o impacto do inusitado, a livre expressão dos impulsos sexuais, etc.


Expressionismo


O Expressionismo foi um movimento artístico que surgiu no final do século XIX e início do século XX.


Procura a expressão dos sentimentos e das emoções do autor, não tanto a representação objetiva da realidade. Este movimento revela o lado pessimista  da vida, desencadeado pelas circunstâncias históricas de determinado momento.


A face oculta da modernização, o isolamento, a alienação, a massificação se fizeram presentes nas grandes cidades e os artistas acharam que deveriam captar os sentimentos mais profundos do ser humano, assim, o principal motor deste movimento é a angústia existencial.


O maior objetivo é potencializar o impacto emocional do expectador exagerando e distorcendo os temas. As emoções são representadas sem existir um comprometimento com a realidade externa, mas com a natureza interna e as impressões causadas no expectador. A força psicológica está representada através de cores fortes e puras, nas formas retorcidas e na composição agressiva. Dessa forma, nem a perspectiva nem a luz importam muito, visto que são propositalmente alteradas.


Futurismo

O Futurismo foi um movimento artístico iniciado em 1909. Foi Fillipo Marinetti, poeta italiano, quem começou este movimento com a publicação do Manifesto Futurista.
Características do Futurismo:

  • Desvalorização da tradição e do moralismo.
  • Valorização do desenvolvimento industrial e tecnológico, exaltação da máquina.
  • Propaganda como principal forma de comunicação.
  • Uso de onomatopeias (palavras com sonoridade que imitam ruídos, vozes, sons de objetos) nas poesias.
  • Poesias com uso de frases fragmentadas para passar a ideia de velocidade.
  • Pinturas com uso de cores vivas e contrastes. Sobreposição de imagens, traços e pequenas deformações para passar a ideia de movimento e dinamismo.

Divididos em grupos, os alunos criaram diferentes obras artísticas para produzir uma exposição no pátio da escola.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...