sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

O mundo não acabou!!!! Mas aproveite o tempinho que resta porque ele vai acabar no dia...


 Faz tempo que querem acabar com o mundo 
 
Falsos profetas, cientistas presunçosos, fanáticos religiosos vem querendo dar um fim ao mundo de qualquer jeito. Apesar dos equívocos, tais profecias mostraram que pelo menos servem para alguma coisa, por exemplo:




·         Fundação de seitas, religiões;

·         Ganho de dinheiro através de "suprimentos" para o fim do mundo;

·         Movimentação do turismo para lugares imunes ao fim do mundo (apesar de fazerem parte do mundo);

·         Venda de filmes, livros, séries de TV;

·         Aumento no índice de idiotices feitas com desculpa esfarrapada, porém criativa;

·         Crescimento no contingente de piadas dos brasileiros.



Veja a seguir os anos em que o mundo deveria ter acabado, mas não acabou... claro!



 1186: o astrólogo João de Toledo provocou pânico, desespero e suicídios ao afirmar que haveria um cataclismo para setembro, ocorrendo temporais e terremotos. Nada ocorreu, e Toledo justificou que na verdade a previsão tratava da invasão dos hunos, portanto foi "apenas um pequeno erro interpretativo".


1524: Um grupo de astrólogos londrinos concordou que o fim do mundo se daria num dilúvio em primeiro de fevereiro de 1524. Um mês antes, duas mil pessoas abandonaram Londres, buscando terras mais altas. Um dia depois, posto que nada ocorreu, os astrólogos anunciaram um "pequeno erro de cálculo" e informaram que o fim do mundo seria em 1624. A cidade foi toda saqueada por ladrões durante o "dia da evacuação".


1524 (II): outro astrólogo londrino, Johannes Stoeffler, previu o fim do mundo num dilúvio em 20 de fevereiro de 1524. Stoefler era catedrático de uma universidade e conselheiro da corte, tido como fonte idônea e, justamente por ser tão ouvido, levou o conde Von Iggleheim a construir uma arca de três andares. No dia 20 de fevereiro, começou a chover torrencialmente. Uma multidão entrou em pânico e tentou invadir a arca. O conde conseguiu matar um com sua espada, mas morreu pisoteado pela turba. Antes do final do dia, a população local tinha se chacinado mutuamente: um matando o outro, crianças, velhos e mulheres sendo pisoteados. A arca foi destruída. Diante daquele desastre, Stoeffler simplesmente argumentou que ele estava certo, afinal uma desgraça tinha acontecido!


1666: Sabendo que a Bíblia descreve o 666 como o número da Besta, muitos cristãos europeus entraram no ano de 1666 com trepidação. A prolongada praga que havia destruído grande parte da população de Londres, em 1665, não ajudara a amenizar os medos e, quando o Grande Incêndio de Londres ocorreu, muitos acreditavam que o fogo era a “terrível ira do julgamento de Deus que visitou uma terra pecaminosa”. 


1844: O fazendeiro estadunidense William Miller, depois de estudar a Bíblia durante vários anos, concluiu que o fim seria entre 21 de março de 1843 e 21 de março de 1844. Ele conseguiu milhares de seguidores, que chegaram à conclusão que a data definitiva seria 23 de abril de 1834. Muitos seguidores de Miller venderam ou doaram todas suas posses. Quando a data do fim do mundo chegou e Jesus não retornou, o grupo se desintegrou, mas alguns remanescentes formaram a religião Adventista.


1910: A iminente chegada do cometa Halley, que é observável a cada 76 anos, provocou em 1910, a histeria apocalíptica entre os europeus e norte-americanos. Alguns acreditavam que a cauda do cometa continha um gás, que impregnaria a atmosfera e extinguiria toda a vida no planeta, segundo o astrônomo francês Camille Flammarion, como citado no livro Apocalipse. Alguns proveitos do pânico: vendas de máscaras, "pílulas de cometa", suprimento de oxigênio.


1914: Desde a sua fundação em 1870, as Testemunhas de Jeová, um ramo cristão, profetizou o fim do mundo em 1914. Apesar do juízo final não ter chegado, em 1914, os seguidores da religião vêm prevendo que o mundo vai acabar ”em breve”, de acordo com o livro de 1997, Apocalipse Adiado: A História das Testemunhas de Jeová.


1977: Como resultado do alinhamento dos planetas, o “arqueólogo psíquico” Jeffrey Goodman afirmou no seu livro de 1977, "Nós somos a geração do Terremoto", que os terremotos e vulcões desencadeariam em todo o mundo e uma fenda iria brir-se e dividiria a Terra em vários lugares para aliviar o stress produzido pela mudança


1980: Pat Robertson pregou que em algum momento da década de 1980, Jesus iria retornar à Terra. As previsões foram baseadas em escritos na Bíblia, Tessalonicenses especificamente, que afirma: "Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro, depois nós que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, ao encontro do Senhor no céu”.


1997: Quando o cometa Hale-Bopp apareceu em 1997, surgiram também rumores que uma nave alienígena está seguindo o cometa. As pessoas afirmavam que a nave estava sendo escondida pela Nasa e pela comunidade de astrônomos o que podia ser facilmente refutado por qualquer pessoa com um telescópio. Apesar da negação da existência de tal nave, os rumores inspiraram a criação de uma seita chamada “Heaven’s Gate” (“Portais do Céu”), que acreditava que o mundo acabaria logo. Infelizmente, no dia 26 de março de 1997, o mundo acabou para 39 membros do culto, que foram levados a um rancho no meio do deserto e cometeram suicídio por acreditar que suas almas seriam levadas pelos alienígenas.


1999:  A escrita metafórica e obscura de Nostradamus intrigaram estudiosos por mais de 400 anos. Seus escritos, que dependem muito da interpretação, foram traduzidos e reescritos em inúmeras versões. Uma das suas frases mais famosas afirma “No ano 1999, sétimo mês / Do céu virá o grande rei do terror”. Muitos devotos das previsões de Nustradamus ficaram preocupados, já que ele tinha grande fama, e acreditavam que esta era a sua previsão do fim do mundo.


2000: No seu livro de 1997, "GeloO último desastre", o autor Richard Noone previu que em 05 de maio de 2000, os planetas iriam alinhar-se perfeitamente e trariam o fim do mundo, enviando o gelo na direção do Equador da Terra. Noone argumenta no livro que a deslocação do eixo da Terra, anteriormente ocorrida, tinha coincidido com tremendas mudanças climáticas, como as eras glaciais e que tais resultados quase inimagináveis aconteceriam de novo.


2000 (II):  A virada do milênio deu origem a mais uma previsão para o fim do mundo: o problema, notado na década de 70, seria que muitos computadores não conseguiriam ver a diferença entre o ano 2000 e o ano de 1900. Ninguém tinha certeza do que isso significaria, mas muitos sugeriam que problemas catastróficos poderiam ocorrer, desde blecautes enormes a um holocausto nuclear. Os evangélicos recomendaram aos seus seguidores armazenar alimentos e a prepararem-se para o pior. A venda de armas cresceu, assim como a de amuletos protetores e reparadores. Mesmo com todos os problemas previstos, o ano novo começou normalmente, com alguns pequenos problemas em computadores isolados.


2012: As inscrições esculpidas no século VII pelo povo Maia, guardadas pelo Instituto Nacional de Antropologia e História do México, ganharam destaque nos últimos anos, pois na pedra há uma referência ao final de um ciclo, que convertida para nosso calendário seria na dia 21 de dezembro de 2012.Essa data foi, então, interpretada como o dia do fim do mundo.



Mas na verdade...



O mundo vai acabar no dia 16 de janeiro de 2013. Segundo o geofísico Joseph Jankowski a rotação do planeta está desacelerando rapidamente.  As teorias mais antigas apontavam que os dias estavam ficando apenas 0,002 segundos mais longos a cada século. Mas agora, sistemas de medição mais sofisticados mostram um cenário muito mais dramático. Segundo o cientista, a desaceleração vai tornar os dias e as noites cada vez mais longos até a parada total, e causará enchentes, terremotos e muita fome.

“No verão de 2011, um dia vai durar 38,6 horas”, disse Jankowski. Segundo seus cálculos, o mundo vai parar no dia 16 de Janeiro de 2013. 

Com o fim da rotação, teremos um dia permanente num lado do planeta, e uma noite eterna no outro. “Os azarados que acabarem no lado escuro da Terra estarão num mundo cinzento e gelado. Todas as plantas morrerão em semanas, e a fome será inigualável”.

Mas quem acabar no lado ensolarado também não terá sorte. As placas continentais vão se mexer, e terremotos e tsunamis de proporções catastróficas matarão bilhões. O ciclo de vida de animais e plantas também será totalmente afetado pelo dia incessante, criando uma bola de neve de descontrole do ecossistema



De qualquer maneira, nós temos mais um tempinho para aproveitar esse mundo.

Vale à pena passar esse tempo festivo de fim de ano junto às pessoas que amamos, aproveitar para fazer o bem para alguém e refletir sobre a nossa passagem por este mundo.



Seja feliz e faça as pessoas que estão ao se redor felizes também, pois pode ser a última vez.

Fontes de pesquisa:




4 comentários:

  1. Olá professora Rita.

    Adorei a postagem ,super completa e interessante.
    Claro que fará parte do Portal Teia.
    Sempre que tiver atualizações é só me dar um toque que eu divulgo novamente.
    Até mais

    ResponderExcluir
  2. Está ótimo seu texto. Divertido e com uma boa aulinha de história.
    Eu andava de saco cheio desses arautos do apocalipse, até postei no meu blog sobre o dez/2012.
    Infelizmente o que falta neste planeta é instrução. Parece que cada vez mais a ignorância campeia.Aff!
    Convido-a a visitar meus blogs: Expansão de Consciência e Educar é preciso! Ambos voltados para o crescimento do ser humanao.
    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita. Ás vezes penso que o ser humano acharia mais fácil que o mundo acabasse do que adimitir que quem está acabando com eles somos nós mesmo e que deveríamos mudar nossas atitudes.
      Com certeza vou participar dos seus blogs.
      Convido-a a ser um membro do mue também.
      Abraços.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...